terça-feira, 9 de junho de 2009

Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.
.
Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.
Pablo Neruda
Foto by: R.G.
PARABÉNS

7 comentários:

mjf disse...

Olá!
Gostei do teu post...Pablo Nerudo...um senhor:=)

Beijocas

feia disse...

Palavras para quê!!!!!!
tudo está no sentir.... no tentar.... no seguir o que acreditamos.....
no "SÊ" - lindo :)

Multiolhares disse...

Gosto muito deste poeta, não importa o que somos, mas o que fazemos com a nossa vida.

Namastê

poetaeusou . . . disse...

*
neruda
o escolhido,
pelo Deus dos Sentimentos,
e por ti, R.G, !
,
serenas brisas, deixo,
,
*

Feitio'zinho disse...

Gostei (=

Beijo*

Rute disse...

Gostei muito :)

Beijinhos

Feitio'zinho disse...

Passarei sempre que puder ;)

Obrigada pela visita e pelo comentario.

Sempre que quiser, passe por la.

Será bem-vinda.

BeijO*